EU E MINHA DIETA: UM ENCONTRO SAUDÁVEL

(Por Geórgia Malheiros, nutricionista)

         Hoje em dia, as pessoas têm acesso a várias informações importantes e errôneas sobre a alimentação. Falo que se não tivermos sabedoria e discernimento,  acabamos acatando todas as informações disponíveis e absorvendo de forma negativa, pois somos seres individuais e devemos respeitar a individualidade bioquímica de cada um, ou seja, o que serve para “Maria” não serve para mim.

         As pessoas estão cada vez mais imediatistas. Com a busca incessante de um corpo perfeito ora estilo modelo, ora estilo fisioculturismo, ora estilo “mulher gostosa” e ora estilo “fitness”,  poucas pessoas se importam em associar esse padrão corporal à sua saúde. Eis aqui que me encontro.

      Dieta nada mais é que uma cota habitual de alimentos ingeridos diariamente por um indivíduo. Até a nomenclatura causou muita divergência na sociedade nutricional. Os nutricionistas questionam o nome dieta e reeducação alimentar. Dieta é uma palavra isolada e se soubermos utiliza-la não irá ser negativa na reeducação nutricional. Entenda: toda dieta bem feita reeduca ou educa. Porém, nem todos pacientes buscam reeducação e dieta, buscam: milagre.

         O propósito do nutricionista será além de promover uma alimentação adequada para corrigir ou prevenir doenças e melhorar estética, é promover saúde. Mas digo de saúde como o contexto que todos conhecem: bem estar físico e mental. E por que enfatizo o mental? Porque se não entendo a importância de mudar hábitos errôneos e promover hábitos saudáveis ou se me privo e escondo, entristeço por estar fazendo uma dieta, não estou saudável. Mas se olho no espelho e não estou satisfeita também não estou saudável. É preciso sim, aceitar novas fases. Aceitar o novo, novos sabores, novos hábitos e novos alimentos. Por isso, nem toda dieta reeduca porque nem sempre fomos educados a comer alimentos saudáveis.

           Muitas pessoas me abordam perguntando se realmente como o que preconizo, ensino e/ou  sugiro, e eu lhes digo: tenho um caso de amor com minha alimentação. É um relacionamento sério, maduro e saudável a ponto de deseja-la a cada refeição. Não que devemos mudar tudo que consumimos e nunca consumirmos nada que não esteja proposto, mas é ter tamanha consciência e cumplicidade com sua alimentação e escolhas ao ponto de quando não for comer o que foi proposto ou que você mesma propõe, não se culpe. O maior peso é o da consciência pesada. Esse sim, faz arrepender e te desviar do seu propósito saudável.

Permita-se mudar! Procure um profissional nutricionista.

E aqui, deixo uma deliciosa vontade de querer um pouquinho mais…

Até a próxima!

geo

Geórgia Malheiros Silveira

@nutrigeomalheiros

  • Mestre Profissionalizante em Terapia Intensiva
  • Mestre especialista em nutrição clínica
  • Especialista em Nutrição clínica
  • Especialista em nutrição Esportiva
  • Especialista em fisiologia do exercício

Consultório: Rua Gustavo Bezerra, 291 – Centro – Guanambi/BA, (77) 3451 – 1721

       Não adianta querer copiar tudo que a gente vê na TV e na internet, cada pessoa funciona de um jeito e tem um propósito específico.  Geórgia é nutricionista e super antenada, vai ajudar muito a gente aqui com suas dicas preciosas sobre  alimentação saudável e vida equilibrada!  

Fiquem ligados!

Beijocas,  turma!

Ana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *